Destinos de Viagem


Home » Destinos de Viagem » América do Sul » Brasil » Rio de Janeiro » Lagoas no Rio de Janeiro

Especial Rio de Janeiro

Veja nesta página os melhores destinos para a sua próxima viagem. São dicas de lugares para viajar melhor e mais barato.


Lagoas no Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro possui diversas lagoas: a Lagoa da Tijuca, a Lagoa de Jacarepaguá, a Lagoa do Camorim, a Lagoa de Marapendi, a Lagoinha e a Lagoa Rodrigo de Freitas.

Entre essas lagoas, o destaque é a Lagoa Rodrigo de Freitas por ser uma área de lazer das mais freqüentadas do Rio pela diversidade de espaços para a prática de esportes e de lazer, tanto de dia quanto à noite.

Lagoa Rodrigo de Freitas

Localização: Avenida Epitácio Pessoa e Avenida Borges de Medeiros, abrangendo os bairros de Ipanema, Lagoa e Humaitá. Está ligada ao mar pelo canal do Jardim de Alah, que separa Leblon de Ipanema. Cercada por montanhas e abraçada pelo Cristo Redentor.

A Lagoa Rodrigues de Freitas recebeu várias denominações. A primeira, dada pelos índios, foi Çapôpenypau (lagoa das raízes chatas). Com o tempo, o nome foi mudado para Sapopemba, Sacopenapâ (caminho dos socós) ou Piraguá (água parada), Amorim Soares, Lagoa Fangundes Varela até ganhar o atual nome em homenagem ao português Rodrigo de Freitas.

A Lagoa, que cujas margens havia plantação de cana-de-açucar e pasto, ocupava uma área quase duas vezes maior, e o seu canal de comunicação com o mar tinha mais de duzentos metros de largura.

Pela dificuldade de acesso, ficou muito isolada mantendo-se um recanto de pescadores. Com a abertura dos túneis e a chegada dos bondes, passou a ser mais procurada. Suas margens foram bastante aterradas numa grande área onde se construiu o Hipódromo do Jóquei Clube Brasileiro e outras áreas menores.

Mas foi nos anos 60 e 70, que a orla da Lagoa consolidou sua vocação como espaço de lazer do carioca.

No início da década de 90, a Prefeitura estabeleceu o tombamento do espelho d'água e de uma área de proteção em seu entorno, em reconhecimento a sua beleza e valor cultural. Instituiu a Área de Proteção Ambiental (APA) Morro dos Cabritos e Saudade. Essa APA engloba os conjuntos dos morros de Sacopã, da Catacumba, da Saudade e dos Cabritos.

Em 1995, o Município do Rio de Janeiro contratou o escritório de Burle Marx para desenvolver um projeto de revitalização e tratamento paisagístico dos três setores do parque, incorporando novos equipamentos.

Atualmente, a Lagoa Rodrigo de Freitas possui 2,4 milhões de m2 de área e é considerada o coração do Rio, não só pelo formato quando vista de cima. Por estar muito perto de Ipanema, do Leblon, da Gávea e do Jardim Botânico, seu movimento cresceu muito especialmente depois que se construíram novos parques e quiosques com diversificada gastronomia por toda a sua orla. Em todo fim de ano, desde 1996, é montada uma imensa árvore de Natal que pode ser vista por toda Avenida Epitácio Pessoa e Borges de Medeiros. A árvore de Natal repleta de lâmpadas coloridas fica instalada no espelho d'água da Lagoa Rodrigo de Freitas e promove um espetáculo fabuloso.

Parque Tom Jobim

Na margem da Lagoa Rodrigo de Freitas, a Prefeitura do Rio criou em 1995 o Parque Tom Jobim: uma das mais bem equipadas áreas de lazer da cidade do Rio de Janeiro, com diversos tipos de atividades esportivas e de lazer, e opções gastronômicas. O Parque é dividido em três partes: o Parque da Catacumba, o Parque dos Patins, e o Parque das Taboas, todos unidos por uma pista de 7,5 km, partilhada por ciclistas e caminhantes de qualquer idade, costeando toda a beira d'água. Possui área ajardinada em toda a sua volta e vários deques de madeira, construídos sobre a água.

Uma sigela e altiva imagem de um indiozinho com o arco, o Curumim, sobre uma pedra nas margens tornou-se símbolo da Lagoa.

Parque da Catacumba - (Av. Epitácio Pessoa s/nº)

Possui quadras esportivas, deque sobre a água, aluguel de bicicletas e pedalinhos, e venda de pipas. Em frente fica o morro da Catacumba, que antigamente era tomado por uma favela. A favela da Catacumba foi removida, no começo dos anos 70, e deu lugar ao Parque.

Saiba mais sobre o Parque da Catacumba na página Parques e Jardins.

Parque das Taboas - (Av. Borges de Medeiros s/nº)

Localizada entre o Clube de Regatas do Flamengo e o Clube Caiçaras.
Além de espaço para ginástica e quadras de tênis e futebol, tem como atrativo original uma pista de skate, onde a juventude se aprimora com demonstrações de malabarismos sobre bicicletas, skates e patins.

Parque dos Patins - (Av. Borges de Medeiros s/nº)

Localizada entre o Clube Piraquê e o Heliporto da Lagoa.
Oferece uma pista plana, semelhante a um anfiteatro, para patinação. Muitos carrinhos motorizados e triciclos para aluguel, brinquedos de todos os tipos e quiosques completam o cenário onde pessoas de todos as idades se divertem. Espaço ideal para as crianças. No parque há também um heliponto para voos panorâmicos sobre a cidade do Rio de Janeiro ou fretamentos para cidades vizinhas.

Esportes Aquáticos

Com um espelho d'água tranqüilo e paisagem sempre mutante, a Lagoa Rodrigo de Freitas oferece um lugar para a prática de esportes aquáticos como o remo, a vela, o esqui aquático e para os passeios de pedalinhos. Os clubes Piraquê e Caiçaras instalados em ilhas dentro da Lagoa, mantêm escola de prática de vela. Grandes clubes como o Flamengo, o Vasco e o Botafogo têm aí suas escolas de remo. Competições de remo e vela são as mais comuns durante os fins de semana. Apesar da sua beleza, a Lagoa é imprópria para o banho.

Quiosques

Mais de 20 quiosques deram vida nova e trouxeram segurança à Lagoa. São pequenos restaurantes com mesinhas ao ar livre, num ambiente descontraído e com música ao vivo. Há quiosques de comida internacional e nacional. O sucesso tão repentino dos quiosques parece se dever à sua integração harmônica com a paisagem natural e com as atividades esportivas e de lazer, especialmente caminhar e pedalar nas pistas à beira da lagoa.

Em torno da Lagoa

O Jóquei Clube Brasileiro, oito clubes esportivos, quiosques de venda de flores, campo de pouso de helicópteros para passeios panorâmicos pela cidade, o Estádio de Remo, a Sociedade Hípica e academias de ginástica, restaurantes e casas noturnas completam a moldura desse divertido coração do Rio.

Jóquei Clube Brasileiro

Sua sede com traços clássicos é uma belíssima construção terminada em 1926, constituída de arquibancadas que têm capacidade para mais de 40 mil pessoas, espaços para apostas, infra-estrutura para corridas, salões de festas e um restaurante de onde se podem ver as corridas.

Vila Hípica

Fica nos fundos do terreno do Jóquei e tem entrada pela rua do canal que liga o Jardim Botânico à Lagoa. Espaço com ruelas e pequenas vilas cheias de cocheiras para pernoite dos cavalos que estão em treinamento, tratamento ou que irão correr nos dias seguintes.

Sociedade Hípica Brasileira

Promove concursos, verdadeiros espetáculos de lindos cavalos de salto com cavaleiros e amazonas vestidos em finos trajes hípicos.

Colônia dos Pescadores

Hoje reformada e situada em casas flutuantes, conserva as formas tradicionais de pesca em pirogas e tarrafas. A colônia fica ao lado do Parque dos Patins.

Cristo Redentor, Lagoa Rodrigo de Freitas e Praia de Ipanema - Rio de Janeiro - Brasil

Onde passear na cidade do Rio de Janeiro

   • Praias no Rio de Janeiro
   • Lagoas no Rio de Janeiro
   • Ilhas no Rio de Janeiro
   • Parques e Jardins no Rio de Janeiro
   • Mirantes no Rio de Janeiro
   • Museus no Rio de Janeiro
   • Espaços Culturais no Rio de Janeiro
   • Praças no Rio de Janeiro
   • Igrejas no Rio de Janeiro
   • Teatros no Rio de Janeiro

Veja no Especial Rio de Janeiro

 Introdução ao Rio de Janeiro
 História do Rio de Janeiro
 Clima do Rio de Janeiro
 Cultura do Rio de Janeiro
 Como chegar ao Rio de Janeiro
 Locomover no Rio de Janeiro
 Hospedagem no Rio de Janeiro
 Passeios no Rio de Janeiro
 Ao redor do Rio de Janeiro
 Compras no Rio de Janeiro
 Alimentação no Rio de Janeiro
 Dicas de viagem para o Rio de Janeiro

Links e sites oficiais:

Site oficial da cidade do Rio de Janeiro

Tags:  Passeios no Rio de Janeiro - Lagoa da Tijuca - Lagoa de Jacarepaguá - Lagoa do Camorim - Lagoa de Marapendi - Lagoinha - Lagoa Rodrigo de Freitas - Parques, Jardins e Florestas - Praias - Ilhas - Mirantes - Copacabana - Ipanema

Que tal viajar em 30"? - Pão de Açúcar - Rio de Janeiro


Que tal viajar para o Rio de Janeiro? Aproveite para conhecer uma atração imperdível na cidade do Rio, o Pão de Açúcar. Para ter acesso ao Morro Pão de Açúcar embarca-se em um dos bondinhos que partem do terminal da Praia Vermelha para o Morro da Urca e de lá, em outro, segue para o Pão de Açúcar. Nós subimos de bondinho, mas dá para ir até o Morro da Urca sem pagar nada. O acesso gratuito é feito por trilha, pela Pista Claudio Coutinho, saindo da Praia Vermelha. Após às 19h a descida de bondinho é de graça. É possível também subir o Morro Pão de Açúcar sem custo, mas nesse caso só escalando. Tarefa para os mais corajosos e aventureiros que possuem equipamentos apropriados para escalada.

Busca

Cadastre-se Grátis

Para receber as informações gratuitamente do "Que Tal Viajar?" digite seu e-mail abaixo.


Após digitar seu e-mail no campo abaixo você receberá uma mensagem do Googlegroups.com (serviço de newsletters) na sua caixa de correio eletrônica pedindo a confirmação de seu e-mail.

Confirme a sua participação para receber a newsletter gratuita do site Que Tal Viajar.

Para mais informações da newsletter e cadastro clique aqui.