África do Sul reabre


Home » Notícias de turismo » África do Sul reabre para turismo internacional em outubro

África do Sul reabre para turismo internacional em outubro



19 de agosto de 2020 - Drica Cestari

A África do Sul reabrirá suas fronteiras para turistas estrangeiros a partir de 1º de outubro.


O presidente sul-africano, Cyril Ramaphosa, disse que as fronteiras serão reabertas à medida que o país relaxa as restrições para conter a pandemia de COVID-19. O anúncio foi feito na quarta-feira como parte de um plano para recuperar o setor de turismo no país.

Vista área da Cidade do Cabo (Cape Town), na África do Sul, com a Montanha da Mesa ao fundoVista área da Cidade do Cabo (Cape Town), na África do Sul, com a Montanha da Mesa ao fundo.

No início do mês que vem, os visitantes de países selecionados poderão visitar a África do Sul. Estes países serão definidos de acordo com os dados de taxa de infecção. A lista destes países será publicada em breve, de acordo com o governo sul-africano.

O anúncio da liberação do turismo a visitantes estrangeiros ocorreu justamente durante a diminuição dos casos de coronavírus no país. Em julho, a África do Sul chegou a ter mais de 500 mortes e 13 mil casos diários causados pelo coronavírus. Atualmente, são 70 óbitos diários e 1,5 mil casos reportados diariamente no país. A África do Sul chegou a ter mais de 170 mil casos ativos em julho. Ontem, (18/09), a África do Sul reportou oficialmente menos de 55 mil casos ativos de coronavírus.

No total, a África do Sul já registrou mais de 650 mil casos e mais de 15 mil mortes relacionados ao novo coronavírus, neste país de cerca de 60 milhões de habitantes. De todos os países que reportaram casos do novo coronavírus (COVID-19), a África do Sul é o nono lugar em número de casos e 13º lugar no total de óbitos.

As restrições para a movimentação de pessoas e negócios foram gradualmente diminuídas desde junho, mas as fronteiras permaneceram fechadas para evitar a propagação da pandemia na África do Sul. Desde março, a maior economia do continente africano estava com suas fronteiras fechadas para o turismo. O objetivo da medida foi limitar a propagação do vírus.

O Parque Nacional de Kruger tem uma área comparável ao estado do Sergipe.O Parque Nacional de Kruger tem uma área comparável ao estado do Sergipe.

No ano passado, a África do Sul recebeu mais de 10 milhões de visitantes internacionais. O SA Tourism, a agência de marketing do setor de turismo no país, tinha como meta um crescimento anual de 8,7% para 2020. Entretanto, a pandemia levou o setor a uma parada brusca à medida que as medidas de restrição e fechamento de fronteiras foram iniciadas. A agência também informa que mais de 440 mil empregos no turismo do país ainda estão em risco, somente neste ano.

O turismo interno trouxe certo alívio para o setor. Desde março, os sul-africanos foram autorizados a viajar entre as nove províncias do país.

"A forte demanda doméstica será crítica para o desempenho no segundo semestre de 2020", escreveu a SA Tourism em um plano de recuperação publicado na época.

A pandemia de coronavírus atingiu severamente diversos países. Na África do Sul, o cenário é ainda pior. O país que já estava em recessão antes dos casos de coronavírus, pode ter sua economia encolhida em 7,2% neste ano. O turismo local, que teve uma queda de 14% em relação a 2018, deve ter uma queda ainda maior este ano.

Desfiladeiro do Rio Blyde (Blyde River Canyon), uma das paisagens mais impressionantes da Rota Panorâmica, na África do Sul.Desfiladeiro do Rio Blyde (Blyde River Canyon), uma das paisagens mais impressionantes da Rota Panorâmica, na África do Sul.

As medidas de reabertura para o turismo estrangeiro tentam recuperar o setor e a economia do país. A África do Sul é um dos países mais visitados do continente africano. São diversas atrações para conhecer no país que foi sede da Copa do Mundo de 2010.

"Apenas os viajantes domésticos não são sustentáveis para o turismo", disse Tshifhiwa Tshivhengwa, CEO do Tourism Business Council South Africa. "Precisamos de mercados internacionais."

Normalmente, o maior número de visitantes estrangeiros que visitam o país é durante os meses de novembro a março. A reabertura da África do Sul acontece exatamente um mês antes da alta temporada ao turismo internacional.

O que fazer na África do Sul

A África do Sul tem três capitais: Pretória (capital executiva), Bloemfontein (capital judicial), e a Cidade do Cabo (capital legislativa). Entretanto, a maior cidade do país é Joanesburgo (Johannesburg). No turismo, a cidade mais visitada é a Cidade do Cabo (Cape Town).

Colônia de pinguins na Boulders Beach, costa leste da Península do Cabo.Colônia de pinguins na Boulders Beach, costa leste da Península do Cabo..

Entre as principais atrações turísticas da África do Sul estão: a Sun City, também chamada a "Las Vegas Sul-Africana"; o Parque Nacional Kruger, maior área protegida da fauna sul-africana, localizado no nordeste do país, com um tamanho aproximado do estado de Sergipe. Este é um dos poucos lugares onde se podem ver na natureza os Cinco Grandes, mais conhecidos como Big Five (leão, leopardo, rinoceronte, elefante, búfalo); Rota Panorâmica, em que o visitante pode desfrutar de algumas das melhores paisagens da África, incluindo o Canyon do Rio Blyde, a aldeia de Pilgrim’s Rest, o Pinnacle, as Quedas de Berlim, as Quedas de Lisboa, o Miradouro de Gods Window, o Bourke´s Luch Pothules; e a Reserva Natural do Rio Blyde, o terceiro maior cânion verde do mundo.

A África do Sul também tem outras atrações imperdíveis como o Parque Transfronteiriço de Kgalagadi; o Parque Nacional de Tsitikamma; a Baía de Sodwana, o Vale das Mil Colinas, a colônia de pinguins na Boulders Beach, na costa leste da Península do Cabo, entre Simon's Town e a Ponta do Cabo; o Cabo da Boa Esperança, descoberto pelo navegador português Bartolomeu Dias em 1488; e a paisagem da Cidade do Cabo na Montanha da Mesa ("Tafelberg" em afrikaans ou "Table Mountain" em inglês).

Estão localizados na África do Sul os seguintes Patrimônios da Humanidade: o parque da zona húmida de Santa Lúcia, perto de Durban; o Parque de uKhahlamba Drakensberg; a paisagem cultural de Mapungubwe; Áreas protegidas da Região Floral do Cabo; a Cratera de Vredefort, perto de Joanesburgo; sítios com fósseis de hominídeos de Sterkfontein, Swartkrans, Kromdraai e arredores, perto de Joanesburgo; e a Ilha Robben, na Cidade do Cabo, onde Nelson Mandela, vencedor do Prêmio Nobel da Paz de 1993, e muitas outras pessoas que lutaram contra o regime segregacionista do Apartheid, estiveram encarcerados durante mais de duas décadas.

A imagem de Nelson Mandela está em todos os lugares na África do Sul, como neste shopping center em Joanesburgo.A imagem de Nelson Mandela está em todos os lugares na África do Sul, como neste shopping center em Joanesburgo.

A moeda do país é o rand, criada em 1961. Essuatíni (ex-Suazilândia), Lesoto e Namíbia têm suas próprias moedas, mas estas são atreladas ao rand. Na década de 1990, as notas foram redesenhadas com a imagem dos Big Five e com inscrições das 11 línguas oficiais da África do Sul. Em 2018, para comemorar o 100º aniversário do nascimento de Nelson Mandela, foi lançada uma série comemorativa especial de cédulas, que passaram a circular junto com as notas existentes.

Subindo de Teleférico a Montanha da Mesa (Table Mountain)


A Montanha da Mesa (Table Mountain) é um dos cartões-postais mais conhecidos da Cidade do Cabo (Cape Town) e da África do Sul. Veja neste vídeo toda a subida de teleférico até o seu topo.

Como chegar à África do Sul

Os voos de São Paulo para a Cidade do Cabo (Cape Town) podem ser feitos com escalas em Joanesburgo (Johannesburg). O Aeroporto Internacional Oliver Tambo faz ligação de voos de diversos países de todo o mundo.

Os brasileiros não precisam de visto de turismo e negócios para visitar a África do Sul, para estadias de até 90 dias, segundo a página do Portal Consular do Ministério das Relações Exteriores. Esta página contém uma lista com informações de todos os países que exigem ou dispensam vistos de turismo ou de negócios para cidadãos brasileiros que possuem passaporte comum.

Verifique sempre a possibilidade de ingressar neste país ou em outro destino, devido às restrições impostas pela pandemia de COVID-19.

Compartilhe esta notícia:


Site oficial:

Site oficial do Ministério do Turismo da República da África do Sul.

Pessoas de máscara nas ruas
O uso de máscara facial é uma das exigências em muitos destinos de viagem.

A pandemia de COVID-19 já registrou mais de 30 milhões de casos em todo o mundo com mais de 950 mil mortes. No Brasil já foram registrados mais de 4,4 milhões de casos e mais de 135 mil óbitos. O COVID-19 é uma doença respiratória aguda causada pelo coronavírus da síndrome respiratória aguda grave 2 (SARS-CoV-2), contagioso entre seres humanos. A doença foi identificada pela primeira vez em Wuhan, na província de Hubei, na China, em 1 de dezembro de 2019, mas o primeiro caso foi reportado em 31 de dezembro do mesmo ano. Para mais informações de como se prevenir, saber os sintomas do coronavírus, como é transmitido, diagnóstico, como se proteger e ajudar a evitar a propagação de doenças respiratórias como o COVID-19 acesse a página oficial do Ministério da Saúde destinada ao novo coronavírus COVID-19.

Tags: África do Sul reabre fronteiras | turistas estrangeiros | 1º de outubro | Cyril Ramaphosa | fronteiras serão reabertas | maioria dos países | país africano | restrições das medidas anti-coronavírus | pandemia | maior economia | continente Africano | fronteiras fechadas para o turismo | propagação do vírus | países selecionados | visitar a África do Sul | taxa de infecção | lista de países | governo sul-africano | visitantes estrangeiros | diminuição dos casos de coronavírus no país | visitantes internacionais | turismo no país | crescimento anual | meta | turismo interno | províncias do país | SA Tourism | plano de recuperação | países mais visitados do continente africano | diversas atraçõe | Copa do Mundo de 2010 | África do Sul tem três capitais | Pretória | capital executiva | Bloemfontein | capital judicial | Cidade do Cabo | capital legislativa | Joanesburgo | Johannesburg | Cape Town | Sun City | Las Vegas Sul-Africana | Parque Nacional Kruger | Cinco Grandes | Big Five | leão, leopardo, rinoceronte, elefante, búfalo | Rota Panorâmica | Canyon do Rio Blyde | Pilgrim’s Rest | Pinnacle | Quedas de Berlim | Quedas de Lisboa | Miradouro de Gods Window | Bourke´s Luch Pothules | Reserva Natural do Rio Blyde | Parque Transfronteiriço de Kgalagadi | Parque Nacional de Tsitikamma | Baía de Sodwana | Vale das Mil Colinas | Patrimônios da Humanidade | Ilha Robben | Nelson Mandela | Como chegar à África do Sul | voo de São Paulo para Joanesburgo | brasileiros não precisam de visto | visitar a África do Sul | 90 dias | visto de negócios | Notícias de turismo | Notícias de viagem | Novidades no turismo | Matérias de turismo | Matérias de viagens | Viajar | Viagem | Viaje | Turismo

Saiba mais



Compre aqui



Publicidade
Cadê meu Táxi? Veja as opções de táxi e aplicativos de transporte na sua localidade.


Busca




Cadastre-se Grátis

Para receber as informações gratuitamente do "Que Tal Viajar?" digite seu e-mail abaixo.


Após digitar seu e-mail no campo abaixo você receberá uma mensagem do Googlegroups.com (serviço de newsletters) na sua caixa de correio eletrônica pedindo a confirmação de seu e-mail.

Confirme a sua participação para receber a newsletter gratuita do site Que Tal Viajar.

Para mais informações da newsletter e cadastro clique aqui.