Uzbequistão indenizará turista infectado


Home » Notícias de turismo » Uzbequistão irá pagar R$ 16 mil a turista que for infectado por coronavírus no país

Uzbequistão irá pagar R$ 16 mil a turista que for infectado por coronavírus no país



13 de agosto de 2020 - Drica Cestari

O governo do Uzbequistão quer tornar as férias no Uzbequistão atraentes para os viajantes com uma oferta incomum.


Quem se infectar com o coronavírus durante a estada no país receberá de indenização US$ 3 mil, o equivalente a aproximadamente 16,1 mil reais. Esta oferta inusitada foi uma iniciativa do governo uzbeque para atrair novamente os turistas a este país da Ásia Central.

Este valor só será pago aos turistas que viajarem ao país com um guia turístico certificado, que garante o cumprimento das regras de higiene e de segurança para esta pandemia de COVID-19. As acomodações aos turistas também adotaram medidas de prevenção e higiene, segundo as autoridades sanitárias locais.

O Uzbequistão indenizará turista infectado por COVID-19 em três mil dólares (16 mil reais).O Uzbequistão indenizará turista infectado por COVID-19 em três mil dólares (16 mil reais).

“Estamos tão confiantes de que as novas medidas de segurança e higiene que estão sendo introduzidas no setor de turismo protegerão os turistas da infecção da Covid-19, que o presidente está até defendendo isso com dinheiro. Queremos garantir aos turistas que eles podem vir para o Uzbequistão”, afirmou Sophie Ibbotson, embaixadora de turismo indicada pela Uzbektourism, entidade que promove o turismo neste país asiático.

O país já havia anteriormente adotado medidas para impulsionar o setor do turismo, como a simplificação dos procedimentos de visto, criação de um grupo de trabalho permanente, organização para receber melhor turistas estrangeiros e a criação de um ambiente para atividades empreendedoras na área de turismo com a finalidade de construção e modernização de hotéis e outras infraestruturas turísticas.

Recentemente, o Uzbequistão tomou medidas para facilitar a entrada de turistas estrangeiros no país. Desde 2018, a isenção de visto foi estabelecida para cidadãos da Indonésia, Malásia e Turquia. No ano seguinte, os Emirados Árabes Unidos foram adicionados a essa lista e os cidadãos iranianos também puderam ingressar no Uzbequistão com a emissão de vistos eletrônicos.

O Uzbequistão é um país da Ásia Central que tenta atrair turistas com medidas criativasO Uzbequistão é um país da Ásia Central que tenta atrair turistas com medidas criativas.

O Uzbequistão foi visitado por 5,3 milhões de estrangeiros, dos quais 4,6 milhões eram cidadãos de países da Ásia Central, segundo dados oficiais de 2018.

Em 16 de março, o Uzbequistão fechou suas fronteiras. O país está tentando retomar seu setor de turismo com medidas criativas, como esta que foi anunciada recentemente. As viagens aéreas já retornaram as suas atividades no país, mas por enquanto, apenas cidadãos uzbeques e pessoas de países com baixo risco de contaminação de coronavírus têm permissão para entrar no país.

Até ontem (13/08/2020), o Uzbequistão já teve 32.465 casos relacionados ao novo coronavírus, sendo 718 casos ativos e 210 mortes no total. Dos 215 países e territórios que confirmaram casos do COVID-19, o Uzbequistão encontra-se na 59ª posição no número de casos e 82º lugar no total de óbitos, segundo os dados oficiais.

A República do Uzbequistão (ou Usbequistão) é um país localizado na Ásia Central que faz fronteira com o Cazaquistão ao norte, o Tajiquistão a sudeste, o Quirguistão a nordeste, o Afeganistão ao sul e o Turcomenistão a sudoeste. Ex-república soviética, o país declarou sua independência da URSS em 1991.

Estação de trem de Tasquente (também chamada de Tashkent ou Toshkent), capital e maior cidade do UzbequistãoEstação de trem de Tasquente (também chamada de Tashkent ou Toshkent), capital e maior cidade do Uzbequistão.

Os uzbeques representam 80% da população total. Outros grupos étnicos incluem russos, tajiques, cazaques, caracalpaques e tártaros, segundo os dados oficiais. O Islã é a religião dominante no Uzbequistão. Os muçulmanos constituem 88% da população, enquanto 9% da população segue a Igreja Ortodoxa Russa, o restante é dividido entre outros grupos religiosos e não religiosos.

Com cerca de 2,2 milhões de habitantes, Tasquente (também chamada de Tashkent ou Toshkent) é a capital e a maior cidade do Uzbequistão e também de toda a Ásia Central, região do continente asiático formada pelo Cazaquistão, Quirguistão, Tajiquistão, Turcomenistão e Uzbequistão.

O uzbeque é o idioma oficial desta república presidencialista que tem 32 milhões de habitantes. Não há voos diretos do Brasil. É preciso fazer conexão em algumas cidades da Europa ou da Ásia como Madri, Roma, Frankfurt, Munique ou Istambul.

Antes da pandemia, mais de cinco milhões de estrangeiros visitaram o Uzbequistão (Usbequistão)Antes da pandemia, mais de cinco milhões de estrangeiros visitaram o Uzbequistão (Usbequistão).

Cidadãos brasileiros precisam de visto para viajar ao Uzbequistão. Esta regra vale tanto para o visto de turismo quanto para o visto de negócios, segundo a página do Portal Consular do Ministério das Relações Exteriores. Esta página contém uma lista com informações de todos os países que exigem ou dispensam vistos de turismo ou de negócios para cidadãos brasileiros que possuem passaporte comum.

Verifique sempre a possibilidade de ingressar neste país ou em outro destino, devido às restrições impostas pela pandemia de COVID-19.

Compartilhe esta notícia:


Site oficial:

Site oficial Uzbektourism (em inglês).

Pessoas de máscara nas ruas
O uso de máscara facial é uma das exigências em muitos destinos de viagem.

A pandemia de COVID-19 já registrou mais de 20 milhões de casos em todo o mundo com mais de 750 mil mortes. No Brasil já foram registrados mais de 3,1 milhões de casos e mais de 104 mil óbitos. O COVID-19 é uma doença respiratória aguda causada pelo coronavírus da síndrome respiratória aguda grave 2 (SARS-CoV-2), contagioso entre seres humanos. A doença foi identificada pela primeira vez em Wuhan, na província de Hubei, na China, em 1 de dezembro de 2019, mas o primeiro caso foi reportado em 31 de dezembro do mesmo ano. Para mais informações de como se prevenir, saber os sintomas do coronavírus, como é transmitido, diagnóstico, como se proteger e ajudar a evitar a propagação de doenças respiratórias como o COVID-19 acesse a página oficial do Ministério da Saúde destinada ao novo coronavírus COVID-19.

Tags: Uzbequistão | pagar R$ 16 mil | turista infectado por coronavírus | governo do Uzbequistão| férias no Uzbequistão | oferta incomum | receber indenização | US$ 3 mil | 16 mil reais | governo uzbeque | atrair turistas | Ásia Central | guia turístico certificado | regras de higiene | segurança | pandemia de COVID-19 | acomodações | medidas de prevenção e higiene | autoridades sanitárias locais | Usbequistão | setor de turismo | medidas criativas | Tasquente | Tashkent | Toshkent | capital | maior cidade do Uzbequistão | Estação de trem de Tasquente | uzbeque | visto para viajar ao Uzbequistão | Notícias de turismo | Notícias de viagem | Novidades no turismo | Matérias de turismo | Matérias de viagens | Viajar | Viagem | Viaje | Turismo

Saiba mais



Destinos para viajar na Baixa Temporada no Brasil - Economize nas viagens!


Que tal viajar na baixa temporada para economizar? Conheça 12 destinos para conhecer durante a baixa temporada para viajar mais barato. Em cada destino turístico existem a alta temporada (época do ano aonde existem atrações no local ou uma grande procura de turistas) e a baixa temporada (época onde os hotéis e atrações estão geralmente mais baratos devido ao menor número de visitantes). Veja no vídeo os meses do ano onde você pode visitar os destinos de seus sonhos no país economizando mais.

Compre aqui



Publicidade
Cadê meu Táxi? Veja as opções de táxi e aplicativos de transporte na sua localidade.


Busca




Cadastre-se Grátis

Para receber as informações gratuitamente do "Que Tal Viajar?" digite seu e-mail abaixo.


Após digitar seu e-mail no campo abaixo você receberá uma mensagem do Googlegroups.com (serviço de newsletters) na sua caixa de correio eletrônica pedindo a confirmação de seu e-mail.

Confirme a sua participação para receber a newsletter gratuita do site Que Tal Viajar.

Para mais informações da newsletter e cadastro clique aqui.