Passaportes 2021


Home » Notícias de turismo » Saiba quais são os passaportes mais poderosos do mundo em 2021

Quais são os passaportes mais poderosos do mundo em 2021



16 de janeiro de 2020 - Drica Cestari

Saiba quais são os países com os passaportes mais fortes do mundo em 2021.


A empresa britânica Henley & Partners, maior consultoria de cidadania por investimento do mundo, divulgou recentemente o índice de 2021 dos passaportes mais poderosos de todo o mundo, o Henley Passport Index 2021.

Os passaportes mais poderosos do mundo são aqueles que são aceitos em mais países.Os passaportes mais poderosos do mundo são aqueles que são aceitos em mais países.

Este índice avalia em quantos países o viajante pode ingressar, com e sem a necessidade de visto. A cada ano, a Henley & Partners recebe dados da Associação Internacional de Transportes Aéreos (AITA / IATA), que forma a base do Índice de Passaporte Henley. A equipe de consultoria também usa dados de fontes confiáveis para comparar os passaportes dos mais de 200 países e territórios de seu banco de dados. Também há um sistema para detectar mudanças relevantes na política de vistos.

Os passaportes são importantes porque eles certificam a identidade e a nacionalidade de seu titular, principalmente para fins de viagens internacionais. Este documento de identidade, geralmente emitido pelo governo de um país para seus cidadãos, é como o próprio nome diz, um passaporte para seu detentor poder cruzar a fronteira de um país estrangeiro. Os passaportes também podem ser solicitados para confirmar a identificação do viajante, como a troca de dinheiro em casas de câmbio ou em check-in de hotéis.

Países podem proibir o ingresso de cidadãos com passaportes de nações em conflito ou não reconhecidas. Alguns países utilizam também acordos bilaterais ou acordos de blocos econômicos que dispensam a necessidade de vistos e passaportes. Os brasileiros podem viajar somente com uma cédula de identidade (também chamada de carteira de identidade, identidade, RG ou registro geral) recente e em bom estado para os países membros do Mercosul (Argentina, Paraguai e Uruguai) e seus Estados associados (Bolívia, Chile, Peru, Colômbia, Equador), exceto a Guiana e o Suriname. Os cidadãos do Mercosul e de seus membros associados também têm o direito à residência, trabalho e a concessão de residência temporária de até dois anos, que pode ser requerida como residência permanente antes da expiração do prazo de residência temporária.

O Henley Passport Index informa a quantidade de países que exigem o passaporte no ingresso ou um visto de entrada, que pode ser emitido na entrada ou antes da viagem.

O visto é uma autorização concedida por um país a um estrangeiro para entrar, permanecer ou sair desse país. Um visto geralmente é emitido por um carimbo no passaporte ou concedido de forma eletrônica. A palavra vem da expressão latina "carta visa", que traduzindo para o português significa "o documento foi visto". Geralmente, os vistos incluem tempo para a permanência no país.

Os viajantes que desejam visitar os países que exigem visto de turismo ou negócios devem solicitá-los antecipadamente pela internet, pelo correio ou presencialmente nos consulados ou embaixadas antes da viagem. Um funcionário da imigração, no momento da entrada do visitante, pode permitir ou negar a sua entrada no país. O visto também pode ser revogado a qualquer momento, de acordo com as leis locais.

Os países determinam, em acordos e leis, a necessidade ou não do visto e a duração do visto para turismo ou negócios. Os brasileiros, por exemplo, não precisam de visto de turismo para viajar ao Chipre por até 90 dias, mas o visto de negócios é exigido. Para a China é preciso tanto o de turismo quanto o de negócios, enquanto para a Argentina a entrada de brasileiros também é permitida com a Cédula de Identidade Civil (RG) para estadias de até 90 dias.

Não houve muita alteração nos primeiros lugares do índice de 2021. O Japão continuou a ser o país com o melhor passaporte do mundo, com um acesso a 191 países. Cingapura ficou em segundo lugar com passaporte aceito em 190 países, seguida pela Coreia do Sul e Alemanha (189 países cada).

Países asiáticos e europeus dominam este ranking. Os Estados Unidos aparecem na sétima posição (185 países), sendo o passaporte mais poderoso das Américas. O passaporte chileno é o mais bem colocado na América do Sul. O passaporte do país andino é aceito em 174 países. Já os passaportes da Argentina e do Brasil aparecem na décima-nona posição, empatados com Hong Kong.

O passaporte brasileiro tem acesso a 170 outros países e territórios sem a necessidade de visto. Entretanto, outros 56 países e territórios ainda exigem dos brasileiros visto como: a China, a Índia, o Japão, a Austrália, Angola, o Canadá e os Estados Unidos.

A manutenção de várias posições do ranking de 2020 para 2021 pode ser explicada devido à diminuição de acordos de vistos ocorridos pela pandemia de COVID-19. Ainda assim, destacam-se os acordos firmados pelos Emirados Árabes Unidos estabelecendo laços formais históricos com Israel. Neste acordo, mediado pelos Estados Unidos, os cidadãos dos dois países passaram a ter acesso isento de visto um ao outro. Os Emirados Árabes Unidos passaram da 18ª posição em 2020 (com 170 países) para o 16º lugar (173 países). Em 2006, na primeira edição deste ranking, este país do Oriente Médio estava em 62º lugar com acesso a apenas 35 países. Neste mesmo ano, o Brasil estava em 20º lugar com acesso a 99 países. Dinamarca, Estados Unidos e Finlândia lideraram o primeiro índice com acesso a 130 países.

No índice de 2021, o Afeganistão aparece em último lugar com acesso a apenas 26 países. Iraque com 28 países e Síria com 29 países completam os últimos postos deste índice. Os últimos países deste ranking são compostos basicamente por países em estado de guerra ou com reconhecimento limitado, como a República do Kosovo, reconhecida por 90 Estados-membros da ONU, e o Estado da Palestina, reconhecido por 130 Estados-membros da ONU. Oficialmente, o Brasil reconhece a existência do Estado Palestina desde 2010, mas ainda não reconhece a República do Kosovo.

Portanto, um passaporte poderoso é aquele que os cidadãos que o possuem podem viajar para o maior número de países sem a necessidade de visto. Um passaporte japonês, primeiro lugar do índice, precisa de visto em apenas 35 países ou territórios do mundo, enquanto um passaporte afegão, último lugar do ranking, precisa de visto para 200 países ou territórios.

Ranking dos passaportes em 2021

Veja abaixo os primeiros lugares do ranking dos passaportes mais poderosos do mundo em 2021:
Posição - País - Acesso
1º lugar - Japão - 191 países
2º lugar - Cingapura - 190 países
3º lugar - Alemanha e Coreia do Sul - 189 países
4º lugar - Espanha, Finlândia, Itália e Luxemburgo - 188 países
5º lugar - Áustria e Dinamarca - 187 países
6º lugar - França, Holanda, Irlanda, Portugal e Suécia - 186 países
7º lugar - Bélgica, Estados Unidos, Noruega, Nova Zelândia, Reino Unido e Suíça - 185 países
8º lugar - Austrália, Grécia, Malta e Tchéquia (República Tcheca) - 184 países
9º lugar - Canadá - 183 países
10º lugar - Hungria - 182 países
11º lugar - Eslováquia, Islândia, Lituânia e Polônia - 181 países
12º lugar - Eslovênia e Letônia - 180 países
13º lugar - Estônia - 179 países
14º lugar - Liechtenstein e Malásia - 178 países
15º lugar - Chile, Chipre e Mônaco - 174 países
16º lugar - Emirados Árabes Unidos - 173 países
17º lugar - Romênia - 172 países
18º lugar - Bulgária e Croácia - 171 países
19º lugar - Argentina, Brasil e Hong Kong - 170 países
20º lugar - San Marino - 168 países

Últimos lugares do ranking dos passaportes mais poderosos do mundo em 2021:
Posição - País - Acesso
101º lugar - Bangladesh e Irã - 41 países
102º lugar - Kosovo e Líbano - 39 países
103º lugar - Coreia do Norte - 39 países
104º lugar - Líbia e Nepal - 38 países
105º lugar - Palestina - 37 países
106º lugar - Iêmen e Somália - 33 países
107º lugar - Paquistão - 32 países
108º lugar - Síria - 29 países
109º lugar - Iraque - 28 países
110º lugar - Afeganistão - 26 países

Como os passaportes e demais documentos de viagem têm prazo de validade, recomenda-se viajar apenas com a validade do passaporte superior a seis meses, pois as companhias aéreas podem recusar o embarque com o passaporte prestes a expirar, mesmo que o país de destino o aceite.

Verifique sempre com o seu agente de viagens ou em sites oficiais de consulados e embaixadas as regras em vigor para acesso ao país ou território antes de começar os preparativos de sua viagem.

Saiba mais

Quais são os países que os brasileiros não precisam de passaporte para viajar?
Quais os países que os brasileiros não precisam de visto para viajar?
Quais os países que os brasileiros precisam de visto para viajar?
Conheça a história do passaporte

Compartilhe esta notícia:


Sites oficiais:

Site oficial do Henley Passport Index (em inglês).
Página do Portal Consular do Ministério das Relações Exteriores com informações de todos os países que exigem ou dispensam vistos de turismo ou de negócios para cidadãos brasileiros que possuem passaporte comum.

Tags: passaportes mais fortes do mundo | passaportes mais poderosos do mundo | melhores passaportes | empresa de consultoria de cidadania por investimento | Henley & Partners | índice de 2021 | Henley Passport Index 2021 | quantos países o viajante pode ingressar | sem a necessidade de visto | Associação Internacional de Transportes Aéreos | AITA | IATA | Índice de Passaporte | equipe de consultori | países e territórios | banco de dados | política de vistos | viagens internacionais | documento de identidade | emitido pelo governo | país | cidadãos | Japão | melhor passaporte do mundo | acesso a países | Cingapura | Coreia do Sul | Alemanha | Países asiáticos e europeus | Estados Unidos | passaporte mais poderoso das Américas | passaporte chileno | América do Sul | passaporte da Argentina | passaporte brasileiro | Notícias de turismo | Notícias de viagem | Novidades no turismo | Matérias de turismo | Matérias de viagens | Viajar | Viagem | Viaje | Turismo

Saiba mais



Destinos para viajar na Baixa Temporada no Brasil - Economize nas viagens!


Que tal viajar na baixa temporada para economizar? Conheça 12 destinos para conhecer durante a baixa temporada para viajar mais barato. Em cada destino turístico existem a alta temporada (época do ano aonde existem atrações no local ou uma grande procura de turistas) e a baixa temporada (época onde os hotéis e atrações estão geralmente mais baratos devido ao menor número de visitantes). Veja no vídeo os meses do ano onde você pode visitar os destinos de seus sonhos no país economizando mais.

Compre aqui



Publicidade
Cadê meu Táxi? Veja as opções de táxi e aplicativos de transporte na sua localidade.


Busca




Cadastre-se Grátis

Para receber as informações gratuitamente do "Que Tal Viajar?" digite seu e-mail abaixo.


Após digitar seu e-mail no campo abaixo você receberá uma mensagem do Googlegroups.com (serviço de newsletters) na sua caixa de correio eletrônica pedindo a confirmação de seu e-mail.

Confirme a sua participação para receber a newsletter gratuita do site Que Tal Viajar.

Para mais informações da newsletter e cadastro clique aqui.